1 2 3

Ativadores de Cachos da Salon Line


Olá, pessoal! Tudo bem com vocês? Já sei, estou sumida e nem vou tentar me justificar kkk Como sabem, a vida pra mim não é fácil. Além de trabalhar e precisar dar conta de outras coisas, preciso me preparar para as surpresas inesperadas e desagradáveis que a vida nos traz, né? Mas fiquem tranquilas, estou bem e de pé. Até aqui Deus tem sido meu ajudador.

O papo de hoje é sobre cabelos, em especial, sobre os ativadores de cachos da Salon Line que, todo mundo está adorando e eu não sou diferente. Muitas até me questionaram pelo fato de só falar no uso dos produtos e, realmente, os mesmos estão muito bons. Além de mim, outras blogueiras "tops" estão usando e aprovando. Fico feliz! Pessoas e empresas nobres, que visam o consumidor em primeiro lugar, merecem nosso respeito.

Em especial, falarei dos ativadores de cachos em potinho: tampa laranja e o de tampa preta. Eles são maravilhosos e meus cabelos simplesmente amam. A consistência, a textura, a fragância e o melhor, o resultado em nossos cabelos é fantástico.

Em suma, neste momento digo que o de tampa laranja tem mais concentração de óleos, indicados para fios grossos, bem sequinhos e que tem dificuldades em um bom day after. Já o de tampa preta, tem mais concentração de aminoácido, indicado aos cabelos mais porosos e que precisam daquela força para ficar no lugar por mais tempo.

Qual o meu preferido? Os dois.

Quer saber mais? Confira o vídeo que fiz falando sobre os dois:

           

E qual o preferido de vocês? Espero que tenham gostado. Beijos e até o próximo post.

 Beijos

Batons Liquidos Matte - Minha coleção, swatches, resenhas...



Olá, pessoal! Tudo bem? No post de hoje o assunto é sobre batons liquidos matte, minha coleção e algumas opiniõe e swatches sobre eles. Este foi em atendimento ao pedido de vocês que solicitaram esta postagem e também minha opinião.

No Brasil, os batons liquidos matte são uma febre, o que lá fora é comum há muito tempo. Eu gosto bastante, pois a textura sequinha deixa a maquiagem mais uniforme, elegante e não constrasta com a nossa pele que, por ser pigmentada, tende à refletir muito brilho.

Tenho algumas marcas nacionais e importadas, entre elas: Dailus, Max Love, Kate Von D, Quem Disse Berenice, Nyx, Vult, Lime Crime e Ricosti.

Em Madureira ví que o negócio não pára de crescer. Atualmente a Tracta, Vizemma e uma outra também lançaram os seus. Eu confesso que já enjoei e não pretendo comprar mais. Preciso conter minha empolgação, que vira compulsão rápido.

No vídeo, apresento um de cada marca e faço uma breve demonstração e opinião sobre eles. Em breve, pretendo fazer a resenha de cada um deles, mas como sempre digo: o que me falta é tempo.

        


Espero que tenham gostado. Beijos e até o próximo post.

Papo Crespo: Mitos sobre QUIMICAS


Olá, pessoal! Tudo bem? O post traz hoje um pouco do vídeo que gravei esclarecendo sobre MITOS no uso de QUIMICA. Achei importante criar um instrumento esclarecendo sobre o uso; não para fazer apologias (até porque cada um é responsável por suas escolhas); mas sim para informar e orientar muitas pessoas que, por fazer uso indevido, acabam danificando os fios e tendo uma visão preconceituosa e "demonizando" o produto.

Em suma, meu ponto de vista é este: TUDO DEVE SER USADO COM MUITA CAUTELA, sem ultrapassar os limites das sua essência e do bom senso. Feito isso, é hora de parar! Infelizmente a falta de muitas orientações no mercado, bem como de profissionais despreparados seja pelo próprio curso ou mesmo pela atividade, levam muito de nós ao erro e pagar um preço alto em nome da beleza e do bem estar.

Assim, fui observando muitas perguntas que chegam, seja por email, mensagens, nos grupos e outros espaços sobre quimica, além de perceber falhas absurdas causadas por má avaliação do profissional e má aplicação do produto. Levantando estas informações, decidi criar um vídeo (que ficou bem grandinho) para construirmos um diálogo e apontar limites e possíbilidades no uso da quimica (para aqueles que se identificarem com isso).

Confira:

        

Espero que tenham gostado. Beijos e até o próximo post.

Maquiagens básica para festas - Pele Negra


Olá, pessoal! Tudo bem? Faz tempo que não trago postagem sobre maquiagens, né? Mas gosto de trazer aquelas que ficam legais. Embora fiz o curso de maquiadora, como pessoa humana, tem dias que acerto, mas tem dias que erro muito.

Por isso tenho tentando praticar, na medida do possível, mas mesmo assim, tem dias que não dá certo.

Esta foi uma das que deu certo, ficou legal e por isso, trouxe para compartilhar com vocês.

A indicação é usar maioria dos produtos acessíveis, com baixo custo. Os mais caros, digamos, podem ser perfeitamente substituídos. No caso do batom, por exemplo, usei o Utopia da Lime Crime, que pode ser substituído pelo Meia Ponta da Dailus. Enfim...

Pele:

Base Super Stay da Maybelline - cor Caramel
Pó Facial caseiro -  Veja aqui
Blush - Caribe da Anaconda
Iluminador - Fenzza 1

Olhos:

Fixador de Sombras Duda Molinos
Sombras paleta Jasmyne 3D
Sombra Marrom Koloss - 208
Sombra bege do quarteto "marrom" da Contém 1g
Sombra em glitter - Super Glitter - Linha Capricho - O Boticário
Delineador - Contém 1g
Máscara para cilios - Colossal da Maybelline

Batom

Utopia - Lime Crime

Segue o vídeo com o passo a passo de como a fiz:


       



Espero que tenham gostado. Beijos e até o próximo post.

Cremes de Tratamento Casulão. O preferido das crespas e cacheadas.


Olá, pessoal! Tudo bem? Saudades de vocês. O blog anda meio paradinho, mas como já expliquei, minha ausência de tempo em me dedicar mais, dá espaço para estas lacunas. Peço desculpas e a compreensão de todos, pois como sabem, sou dona de casa, trabalho fora e, por mais que eu me esforce, fica inviável me dedicar mais.

No post de hoje, trago a dica do creme de tratamento, que serve tanto para hidratar como pentear, que é o Casulão. Siiimm, ele não é muito conhecido, mas no mundo das crespas e cacheadas, não adeptas ao no/low poo, ele é um dos nossos queridinhos. Ele é ótimo, deveria ter o preço mais em conta (como em outras capitais), mas mesmo com o preço em alta no Rio de Janeiro, ele é super companheiro.

A linha Casulão faz parte da empresa Crismas Bicho S Bom é a responsável pela sua fabricação e comercialização. Há mesma está no mercado há 50 anos e está sediada no município den Contagem em Minas Gerais.

Além desta linha, eles contam com outros produtos também. Aqui no Rio de Janeiro, costumo adquirir o meu na Perfumaria Sorriso, no Mercadão de Madureira (quando consigo encontrar) e espero que haja outros pontos de vendas, pois soube por uma funcionária que o proprietário pensa em encerrar as atividades de perfumaria e investir apenas em calçados. Oiiiii? Os preços variam de R$ 10 a 20,00,


Aproveitei que fui à Madureira comprar uma lembrancinha do dia dos namorados para o marido, fiz umas comprinhas e comprei logo este potão do Casulão, além de outros produtinhos que, na medida do possível, trago resenha para vocês.



Este é o meu que adquiri com 950 gr. Ele é bem viscoso, branco e tem ação hidratante, que garante brilho, maciez, redução da porosidade e contribuiu, dependendo da estrutura capilar, na melhor definição e modelagem dos fios.
No meu caso, prefiro usá-lo como hidratação na fase da nutrição, adicionando ou não, alguns óleos ou manteigas vegetais. Já o uso há uns dois anos e, no término do primeiro, dei um tempinho para adquirir este.

Quem tem dificuldades de encontrá-lo em suas cidades, por favor, entre em contato com a empresa ou verifique no Mercado Livre ou em muitas lojas virtuais que vendem do produto, muitas vezes, com um precinho mais justo.

Em breve (se eu lembrar, me ajudem), vou usá-lo e postar a foto para vocês.

 Espero ter ajudado. Beijos e até o próximo post.


O cabelo é de quem?


Olá, pessoal! Tudo bem? No post vamos bater um papo cabeça sobre cabelos e estereótipos. Na semana passada dei uma passadinha no evento Força no Black, organizado aqui no Rio de Janeiro, pela querida Lola Monteiro e, compareci para prestigiar e lhe dar um abraço pela conquista. Ao chegar, havia uma paletra bem interessante, mas confesso que não me foquei na pauta. Em conversa a Lola me disse que a palestrante estava trabalhando uma temática chamada: "O cabelo é de quem?"

Isso me chamou muito atenção, pois sempre temos hábitos de julgar o que é bom e ruim nos outros, o que fica bonito ou feio, o que combina ou não, o que é ou o que não é, mas a gente não pára para pensar nesta questão: O cabelo é de quem? Quem precisa se importar e se sentir bem com ele? Eu ou a pessoa que usa?

Ao longo de décadas, quiçá séculos e milênios, nós negros fomos e ainda somos alvos de preconceitos, discriminações, resistências e até atos de racismo, algumas vezes, levados pelo estereótipo social da cor sim, mas também pela questão da estrutura e textura do cabelo crespo. Pode parecer absurdo em pleno século XXI, mas não é.

Hoje, em alguns grupos e movimento sociais, a textura do cabelo crespo e sua cor ainda são critérios de elegibilidade de que é mais ou menos negro neste contexto. Sem querer desqualificar ou descaracterizar a ideologia de que cada um acredita, mas ser negro no Brasil ou em qualquer lugar do mundo é um critério que está para além da cor e tom da pele, da cor dos cabelos entre outros. Ser e estar negro é levar em considerações nossas ancestralidade, nosso histórico de lutas pela inclusão e respeito às nossas diferenças sociais, culturais, religiosas e outros. É se colocar e se impor como ser, pessoa e sujeito nesta sociedade competitiva que tende à selecionar as pessoas pelo critério do mais belo, mais forte, mais inteligente e, muitas vezes, os negros passam longe dos olhos de quem seleciona.

Portanto, refletir sobre a idéia de quem pertence o cabelo que está, seja na minha cabeça ou na cabeça do outro é, antes de mais nada, um ato nobre de respeito à pessoa humana, de respeito às suas origens e escolhas e, antes de mais nada, a sua historicidade e o lugar no mundo que cada um temos.

Proponho que, ao invés de procurarmos brechas para nos diferenciarmos, pois isso é um ponto que leva à intolerância e também à fragmentação do movimento social, por quê não buscarmos o que temos em comum um para com os outros. Acredito que, esquecendo às diferenças frutos das escolhas e, se unindo pelo que há de singular, nos tornaremos mais fortes enquanto classe, gênero, raça... ou melhor, enquanto pessoas humanas.

Beijos e até o próximo post.

Faxina e Fala: Papo de Gestante


Olá, pessoal! Tudo bem? Tô sumida, mas estou por perto. Antes de mais nada, quero muito agradecer pelo carinho de vocês comigo em apoiar às ações com o blog, propor dicas para vídeos e posts entre os outros. Isso é importante, pois compreendemos que o trabalho da gente faz sentido na vida de outras como a gente.

Assim, em atendimento ao pedido de vocês em criar novos conteúdos e falando um pouco mais de mim, da gravidez, entre outros assuntos, fiz um vídeo chamado Faxina e Fala.

Tive a idéia de criar este vídeo assistindo os vídeos da Evelyn Regly, pois ela criou primeiro e ficou muito legal. Achei importante compartilhar isso com vocês, pois hoje cria-se um falso glamour sobre a vida de blogueiras e muitas acham que todas ganham rios de dinheiro e que são verdadeiras dondocas. Ledo engano, pelo menos no meu caso!

Como digo, comparado ao meu salário, o que recebo do YouTube não chega a ser 5% do que ganho do meu salário. Eu gosto de compartilhar e produzir coisas legais para nós, pois como o pedagogo Paulo Freire nos ensinou, conhecimento só é conhecimento quando compartilhado.

Segue o vídeo onde faxinei minha casa e aproveitei bati um papo sobre minha gestação.

Se desejar, saiba dos vídeos em primeira mão, se inscrevendo no canal.

          


Espero que vocês tenham gostado. Beijos e até o próximo post;