1 2 3

Lançamentos Lola Cosmetics para Cabelos


E aí, blacks, tudo bem? O assunto hoje é para apresentar alguns produtos que são lançamentos e novidades da Lola Cosmetics. Para quem ainda não conhece, a Lola Cosmetics é uma marca nacional, com seguimento de produtos para cabelos, que tem uma pegada legal porque além de ser criativa com relação aos nomes e propostas dos seus produtos, os mesmos tem muita qualidade e elaborado com matérias primas de ponta, garantindo a todos os tipos de cabelos, um resultado satisfatório e um gosto de quero mais para tratar nossos cabelos.

A Beauty Fair foi o celeiro de novidades da Lola Cosmetics. Como expliquei em outro post, não fui, mas acompanho dentro e fora das redes sociais as novidades e claro os resultados de outras colegas blogueiras e vlogueiras que tem divulgado suas opiniões sobre os produtos, entre eles:


A linha Creoula é específica para cabelos crespos e é maravilhosa, em minha opinião. O último lançamneto, anterior a feira, foi a versão em baldinho. A diferença é bem mais emoliente que a primeira e também voltada para os adeptos da técnica no/low poo. O resultado nos fios é muito bom, reforçando a hidratação e definição dos fios.



Mal foi lançada e tem sido uma das queridinhas das blacks no momento: Umectação Oliva. Ela é composta com 100% de base vegetal e óleo de oliva orgânico que promete, além de nutrir profundamente os fios é indicada para nossos crespos e cacheados saturados pela quimica entre outros agentes externos. O bacana é que ele pode ser usado da maneira que desejarmos: antes e depois do shampoo, como máscara para hidratar, misturada a algum creme (hidratar ou pentear), como finalizador entre outras idéias que tivermos. Já quero logo a minha.


Argan Oil é a nova linha de tratamento, que antes era profissional e agora está em tamanho para nós consumidora. É uma versão super potente, para tratamentos em casa que, além do argan conta com outros óleos como pracaxi e proteínas extras que garantem funções multiplas nos fios como: hidratar, nutrir, restaurar, reconstruir entre outras. A novidade é que ela apresenta o produto acidificante, que apresenta ph baixíssimo para selar os fios após qualquer procedimentos quimicos, evitando o ressecamento, quebra entre outros.


Para quem ama cabelos coloridos, podem apostar nestas versões em tonalizantes semi-permanentes da Lola. Certamente poderá ser usado por quem usa quimica e eles garantem uma super fixação, brilho e cores incríveis.


Um lançamento que promete ser o fervo é o Cronolola. Simmm, o nosso querido cronograma capilar, agora desenvolvido em dose única, em uma só embalagem, com cinco produtos para tratar os fios, seja por etapa ou de uma vez (assim ouvi falar).

 Ainda não foram divulgado os preços, mas confesso que já estou ensandecida para experimentá-los e contar para vocês.

 E ai? O que acharam dos lançamentos? Conte pra gente, caso tenha experimentado, o que achou dos resultados?

 Beijos e até o próximo post.

Me tornando uma TURBANISTA






Olá, pessoal! Tudo bem? No post de hoje o assunto é sobre turbantes e confesso a vocês que estou sim me descobrindo uma Yalodê.

Calma, para você que desconhece o verbete a palavra Yalodê, na tradição africana, em especial a iorubá, significa o poder feminino.

Claro que toda sociedade e cultura tem sua forma de entender o poder e na África, esta é a palavra que define este poder da mulher em sua sociedade.

O uso do turbante, neste contexto, está para além do embelezamento dos cabelos com tecidos, mas sim uma representação ainda que simbólica, do poder feminino que nós mulheres negras, resgatamos da África para nossa realidade brasileira e hoje tem sido um canal de auto estima, valorização cultural e claro, um reencontro consigo mesma, com nossa beleza original, não padronizada, mas valorizada e aceita tal como ela é.








Existem diversas situações à qual podemos fazer uso do turbante, desprovido do sentido religioso, pois ainda há muito preconceito. Uma coisa não tem nada a ver com outra e precisamos nos posicionar com relação a intolerância religosa. Cada um no seu quadrado...


Estas são algumas das fotos onde uso meus turbantes e sinceramente? Adorei...

 Vale a pena, pois como disse, fazemos um resgate à valorização da cultura afro no Brasil, principalmente para nós mulheres negras. Sem contar que ele dá um toque final deixando quase toda produção mais chic e deslumbrante. Traço de quem tem personalidade e atitude como nós.

Para quem está em transição ou mesmo está com problemas relacionados a saúde como quedas de cabelos ocasionadas ou não por neoplasias (câncer), devido aos processios quimio e radioterápicos é uma ótima pedida.

 E aí? Vocês costumam usar turbantes em seu dia-a-dia?

 Beijos e até o próximo post.

Qual o problema do SEXO e as NEGAS???




Qual o problema do Sexo e as Negas, minissérie exibida pela Rede Globo de TV, com direção de Miguel Falabella??? Nenhuma, aparentemente... Afinal, qual a questão do SEXO, já que todo mundo tem o seu e nascemos masculino e feminino? E as NEGAS, qual é o problema? A prosódia com o palavra negra que, além ser uma identificação ao quesito cor, também remete a forma carinhosa de se referir as pessoas que amamos, sendo elas negras ou não.

De fato, não há nada demais; mas descortinando os termos e o significado separadamente veremos que há uma grave representação destas palavras e que juntas contribuem negativamente para o papel de negação do corpo de uma mulher negra, associado ao sexo barato e ao lugar de inferioridade.

Sabemos e não adianta negarmos, que no decorrer da história brasileira tivemos movimentos políticos cruéis, de apropriação do ser humano e da sua cultura, como são os casos dos índios, da exploração à dizimação e claro, dos negros, mesmo não dizimados objetivamente, somos dizimados simbolicamente, principalmente quando associam nossa imagem sempre com fatos negativos como mortes, crimes, miséria, pobreza entre outros e que estas imagens cotidianamente são ainda fortalecidas desde o período colonial à diáspora africana que no Brasil veio para sustentar a monarquia. (para mais informações, um bom livro de História nos ajudam a recuperar a memória desta triste trajetória).

Hoje em pleno século XXI, na era da tecnologia, informática, do cientificismo, bioética e outros, ainda vivemos as consequências duríssimas que estes movimentos trouxeram para a história da formação do povo brasileiro: negação das culturas indígena e africanas, a dizimação (se compararmos o número de antes, veremos que as tribos não cresceram no decorrer da história) e claro dos negros e seus descendentes onde continuamos sendo a base da pirâmide social e econômica neste país.

Claro que o assunto neste post não é (re)contar a história brasileira, mas resgatar para compreensão de certos conceitos preementes em nossa sociedade e que, aos olhos nus não tem nada demais, mas que, analisando profundamente há um forte e perverso apelo da mídia e outras fontes ao exercício equivocado da sexualidade das mulheres, em especial das mulheres negras neste país.

No caso da minissérie Sexo e as Negas é um claro e bom exemplo  de como a mídia e a sociedade ainda nos vêem: negam a dignidade da mulher branca, negra, indígena e amarela a papéis estereotipados, mas que, em especial, há um "bucha" para ser sempre o idiota da côrte. Não entendo o por quê, mas estes são sempre ligados as mulheres e homens negros. Este olhar se dá, cotidianamente, quando a mídia traz a tona e reforça de forma negativa sobre o lugar e o comportamento que a cultura negra e seus movimentos se expressam na sociedade brasileira. O uso do corpo como um gingado bonito na capoeira, no samba, no jongo acabam tendo uma interpretação da sensualidade e consequentemente da promiscuidade que nossos corpos tem sido alvo de interpretações equivocadas sobre o nosso ser e estar no mundo.

Claro que estas cosmovisões não são gratuitas, mas são construídas por anos de exclusão social, desde a abolição com a negação da liberdade, do lugar digno para se viver e morar, com a ausência da educação, saúde, saneamento básico e ambiental e outros espaços institucionalizados de garantias de direitos à qual o Estado é obrigado a prover e fecha os olhos para esta realidade.

Com o reforço da lógica atribuída ao sexo e as negas/negras é a clara associação de que a mulher negra deve continuar no espaço e na continuidade do lugar pauperizado, precário e inferiorizado, promíscuo e barato. Afinal, "a carne mais barata do mercado é a carne negra", e o uso dos corpo negros vistos por esta lentes são veículo para o prazer e sustento e de outras associações pejorativas estão sempre associados a MULHER e principalmente as MULHERES NEGRAS.

Por mais que houvesse a boa intenção da emissora em construir uma série que nos representassem e que trouxessem a arena social a visibilidade da mulher negra, acabou errando feio e reforçando a continuidade do lugar da exclusão, da negação, da ausênia do acesso e de se construir como pessoa humana.

Por isso precisamos agir e reagir e DIZER NÃO a qualquer tipo de movimento que tentam negar nossa condição como ser humano,de  pessoa, de mulher entre outros e lutarmos para desmistificarmos e mostrarmos que todos os lugares na sociedade como da socialitte, da advogada, da juíza, da médica, da engenheira, da astronauta também podem ser apropriados pela mulher negra.

Fica a reflexão para pensarmos, refletirmos, nos conscientizarmos e agirmos de forma igualitária que o nosso lugar não é aonde a sociedade burguesa nos colocam e sim aonde nossos sonhos e possibilidades de construções reais, com acesso aos direitos, nos levam à nos colocarmos.

 Um forte abraço e até o próximo post.

Minhas Comprinhas na Semana de Beleza Guanabara


E aí, blacks! Tudo bem? O papo de hoje é comprinhas de supermercado, em especial, Semana de Beleza Guanabara, onde encontramos produtos para nossos fios e pele a partir de 30% de desconto.

Então, vale a pena o investimento e a inciativa, pois ajuda a quem está com pouca grana a comprar seus produtos e também nos ajudam a formar nossos estoques.


No dia em que fui tinham diversos produtos, com exceção da linha Pro Séries da Wella. Fiz opção pelos da linha Élseve onde meus fios tem adorado os resultados.

 Confira o vídeo que fiz e mostro os produtos que comprei nesta promoção:


           


E vocês foram? Aproveitaram a semana? O que compraram?

 E é isso. Beijos e até o próximo post.


Minha coleção de batons MAC



E aí, pessoal! Tudo bem com vocês? Saudades... No post de hoje trago o assunto que toda mulher (ou a maioria) adoram que são sobre batons e trouxe minha coleção da MAC para mostrar a vocês.

 Para quem não conhece a MAC (MakeUp Artist) é uma marca importada, de origem canadense, se não me engana que é muito famosa nos Estados Unidos e países da Europa, pela qualidade dos seus produtos e para nós que temos pele pigmentada os tons que respeitam nossa cor e nossa identidade. Os tons em bases, pós e corretivos são bens democráticos que vão dos tons mais claros aos mais pigmentados de pele e detalhes: ficam super naturais e com resultado excepcionais. Sou super fã da marca e peguei esta mania do divo Maycon Areas.

Aos poucos fui formando minha coleção durante uns dois anos. Meu primeiro batom foi o Snob e aos poucos fui adquirindo outros. Hoje tenho uns treze batons e eles são simplesmente lindos. São batons com ótima qualidade, bem pigmentados, com texturas variadas e boa durabilidade. No meu caso, minha cobertura preferida é a matte, pois dura horrores além do acabamento perfeito nos lábios.

Quem desejar conferir as cores, tons e o que tenho, segue o vídeo aqui abaixo:



Estes são os meus batons MAC e caso vocês queiram saber mais informações, confiram o vídeo.

 
     


E é isso, flores. Espero que tenham gostado. Beijos e até o próximo post.

Da Progressiva aos CACHOS, sem precisar cortar. Quer saber como?


Olá, pessoal! Tudo bem com vocês? Embora não tenha ido à Beauty Fair, devagar as boas notícias do nosso mundinho de beleza vem chegando ao "planeta terra" e assim fica fácil compartilhar.

A super novidade é a "remoção" completa da escova progressiva e botox, ambos procedimentos para alisamentos com uso de formol e que, com um outro produto químico, técnica, experiência e olhômetro é possível devolver os cachos de volta. Como?

 Segundo o cabelereiro e expert em cabelos cacheados Robson Trindade, na Beauty Fair, ele apresentou uma ótima solução, para quem tem no comprimento escovas progressivas ou botox, para ter os cachos de volta, tirando a progressiva. O que ele e outros profissionais usam há tempos é o famoso tioglicolato de amônia.

O tioglicolato é um princípio ativo comumente usado para fazer permanentes afros (seguido de liquido ativadores) e também alisamentos e relaxamentos. Segundo Robson Trindade, em matéria no jornal Folha Dirigida do dia 10/09/2014, por ser o formol ácido e o tioglicolato alcalino, é possível aplicar o tioglicolato da raíz ao comprimento (cabelos que esteja APENAS COM PROGRESSIVAS/BOTOX, sem colorações, descolorações e outros) e este consegue tirar a "capa" que as escovas progressivas e botox costumam deixar nos cabelos.

Segundo Robson o papel do formol não é alisar, mas encapsular os fios, permitindo que os mesmos fiquem retinhos, dando o sentido de uniformidade e lisos.

Robson informa que é um trabalho delicado e claro precisa técnica e conhecimento. O tempo máximo de aplicação do tioglicolato nos fios já com progressivas/botox são de no máximo cinco minutos, sobre o risco de alisarem os fios.
Ele alerta também sobre a saúde dos fios e a possibilidade de tentar fazer este procedimento e os fios emborracharem, portanto, todo cuidado é pouco.

E é isso. Aos poucos compartilho com vocês estas informações bacanas que faz da vida da gente mais feliz, né?

 Beijos e até o próximo post.

Quer saber como faço meu Relaxante Natural?


E aí, blacks! Tudo bem? Um pouco atrasada, mas sempre trazendo novidades para vocês que aprendo e desenvolvo para alegria dos nossos crespos e cacheados, né?

No post de hoje trago uma dica que desenvolvi do relaxante natural caseiro. Sim, este NÃO TEM QUÍMICA, pode ser usado pelas crespas e cacheadas naturais ou em transição e acredito que fique ótimo. Eu desenvolvi ( que eu saiba ninguém desenvolveu antes), inspirado no relaxante natural da Capicillin.

Como a empresa, há aproximadamente um ano, deu uma sumida nos mercados da zona norte, oeste e baixada do Rio de Janeiro e, para não ficar na dependência, fiz umas misturinhas e cheguei em um resultado bem parecido e com o mesmo resultados nos cableos.

Na foto, ele está no terceiro dia do day after após o uso do relaxante natural e deu super certo.

 Quer saber como faço? Confira o vídeo e veja o passo a passo. Tudo que vocês precisarão são:

- gel para cabelos ou carbômero (base para fazer todos os géis e outros produtos cosméticos);
- óleo de ricino
- glicerina
- soro fisiológico.
 
        


E aí, gostaram? Quem fizer e puder me dar o feedback ficarei gratíssima.

Beijos e até o próximo post.