1 2 3

Faz mal usar vitaminas veterinárias em humanos?



Olá pessoal! Tudo bem? Sumi de novo, né? Me perdoem... Já expliquei e torno à repetir: com um bebê em casa, quem faz nossa rotina é ele. 

Muitas de vocês me perguntam sobre indicação é possível contra indicação do uso de vitaminas veterinárias em humanos. Vou responder segundo minha lógica é meu entendimento. Caso tenha alguém com propriedade, que possa me (re)orientar quanto ao uso, eu agradeço.

Há anos sou fã da dupla Monovim-A e Glicopan Pet. O primeiro é vitamina A pura, diluída em óleo de amendoim. É uma potente vitamina que, usada na medida certa, estimula a vitalidade, brilho e crescimento dos fios. Quando me refiro ao uso na medida certa, sugiro como referência de três à cinco gotas na quantidade de hidratação que for usar, uma vez na semana ou, caso desejo diluir no shampoo, adiciono uma colher de chá, em um shampoo sem sulfato (uso o Oriargan da Bioderm) para 300 à 500 ml do produto) e só. Vejo pessoas tendo efeito contrário e se queixando de queda capilar, entre outros, mas na maioria dos casos abusaram na quantidade.

Já o Glicopan Pet é um suplemento vitamínico, com alto poder de hidratação que contém, em maioria, ativos de aminoacidos, o que o faz um bom reestruturador, pelo poder de penetraçao no córtex, fortalecendo os fios, de dentro para fora.
Este, na minha opinião, é indicado o uso 1x na semana, caso os fios estejam muito danificamos. Do contrário, para manutenção, 1x ao mês é suficiente. No meu caso, gosto de usá-lo puro ou diluir algumas gotinhas na quantidade da hidraração que for usar para tratar o cabelo.

Agora a pergunta que fica: por quê não desenvolvem produtos deste perfil para "humanos", com a mesma qualidade e preço? Certamente, além dos custos da produção, a Anvisa deve não liberar e se fizesse, talvez as empresas reduziriam bem a quantidade para nos fazer "escravos" dos produtos e dos resultados.

E vocês o que acham?

Beijos evaté o próximo post.