Negra Li e seu lindo e polêmico cabelo



Será que a textura do cabelo interfere na condição da pessoa?

Olá crespas e cacheadas, tudo bem? Trouxe uma pequena reflexão, segundo meu ponto de vista, sobre as polêmicas fotos do permanente afro da cantora Nefra Li.

Como alguns sabem, Negra Li é uma rapper paulista que, se popularizou pelo teor das letras que cantam , assim como pelo uso do seu cabelo "black". Em 2006 Negra Li decidiu fazer permanente afro como uma forma de tratar seus fios para soltá-los um pouco mais, mantendo-os mais hidratados, facilitando os cuidados, principalmente para quem tem agenda cheia com trabalho, família e outros. 

A publicação das fotos deste procedimento, feitos em sua fanpage, gerou polêmica e frustrações, porque muitos acreditavam que seu cabelo era natural, isto é, sem químicas.

Ante os fatos trouxe a seguinte reflexão: Qual a diferença se ela usa química ou é natural? O que muda e transforma em nossss vidas? Isso a desqualifica como pessoa, mulher, mulher negra, cantora, mãe , esposa, artista? Se não, então porque criticá-la por sua escolha?

Assim como Negra Li outras mulheres são vítimas de preconceitos por optar em transformar seus cabelos quimicamente.,

Sabemos que a base visível para dar lugar ao racismo está  na cor da pele e na condição social do indivíduo. 

Vivemos num pais onde o racismo velado é gritante, assim como as desigualdades sociais são perversas, principalmente às minorias visíveis. Precisamos dar as mãos e vencer as barreiras do preconceito que nós separam enquanto pessoas, da discriminação que nós separam enquanto cidadãos e do racismo que nos afastam enquanto seres humanos. 

Portanto, vamos fortalecer as bases da igualdade de direitos respeitando às escolhas alheias e nos atermos aos debates mais significativos para melhoria da nossa condição histórica. 

Por fim compreendo que ser negro/negra na sociedade brasileira é lidar com as sutilezas de sistema opressor e que nós negam mais pela cor da nossa pele do que pela estrutura/ textura do cabelo.
Pin It

9 comentários:

  1. Jaqueline,

    Pois é. Acredito que quem discrimina é porque tem dificuldade de se auto afirmar com suas escolhas. Beijos

    ResponderExcluir
  2. Adorei o seu post, é bem por aí mesmo. As pessoas teimam em julgar umas às outras. Antes de qualquer naturalidade, sou a favor da felicidade. Se para ela, usar química é interessante, que use, caso decida parar de usar, sem problemas também. O cabelo é dela e essa ditadura da naturalidade é muito parecida com a do cabelo liso. Essas imposições precisam parar. Parabéns pelo post!

    ResponderExcluir
  3. Adorei o post, e acho que é bem por aí mesmo, conforme tu comentastes e também como a Tatiana nos comentários disse " a ditadura da naturalidade é bem parecida com a do cabelo liso. Essas imposições precisam parar". Também acho que a percepção da Jaqueline está corretíssima quando diz " quem discrimina é porque TEM DIFICULDADE DE SE AUTO AFIRMAR COM SUAS ESCOLHAS", Acredito que o respeito ao ser humano precede a qualquer coisa e se a escolha vai na contramão há que se respeitar a diversidade, do contrário o discurso contra o racismo, fica vazio, sendo apenas um discurso político!

    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Gostei muito legal não ficou tipo bombril não!

    ResponderExcluir
  5. ela é linda
    e se existem quimicas hoje em dia qe possa nos ajudar a cuidar dos nos cabelos porque nao usar?

    ResponderExcluir
  6. This is a great article. It gave me a lot of useful information. thank you very much.
    I would like to thank you for the efforts you have made in writing this article.
    viralvideos in viralnews , dailyviraltube.com

    ResponderExcluir
  7. This is a great article. It gave me a lot of useful information. thank you very much.
    I would like to thank you for the efforts you have made in writing this article.
    viralvideos in viralnews , dailyviraltube.com

    ResponderExcluir