Crespos e Cacheados: Troca de Química I (princípio ativo)

Olá pessoal! Tudo bem? Trouxe um post para tentar esclarecer algumas dúvidas que  muitos de nós temos  dúvidas com relação à procedimento químico e resultados esperados em nossos cabelos. Como vocês  sabem, não sou cabelereira e procuro ler e estudar um pouco mais sobre este universo, já que tenho o cabelo crespo e também faço uso de química para relaxar. Não sugiro e indico nenhuma quimica/princípios ativo, pois compreendo que isso necessita de uma avaliação técnica por um profissional, para ver as condições dos cabelos e aí sim indicar o princípio ativo mais apropriado para a realidade deste cabelo.

 O objetivo neste post é apresentar algumas informações importante, para orientar sobre o que é princípio ativo, ativos e químicas e quais as funções destes procedimentos em nossos cabelos.

Vamos compreender alguns termos:

O que é PRINCIPIO ATIVO?

Pelo que entendi, princípio ativo em um produto químico para cabelos/cosméticos é a substância principal e de maior concentração em uma determinada mistura. Ela tem função farmacológica, isto é, como estas substâncias químicas reagem em nosso organismo, em nossa estrutura para alcançar um determinado resultado. Em outras palavras nos cabelos, o princípio ativo é aquela substância-chave, em maior concentração que as outras na mistura, que juntas, de acordo com a reação do nosso organismo, reagirão provocando alterações, para se alcançar um resultado específico. Ex: relaxamento, permanente, alisamentos entre outros.
 (Por favor, caso eu esteja equivocada, favor me reorientar sobre o assunto. Isto foi a síntese que lí e compreendi sobre o assunto, uma vez que não tenho amplos conhecimentos sobre o assunto. Obrigada).

O que são ATIVOS?

Compreendi que os ativos são substâncias que reforçam às ações dos princípios ativos em uma determinada mistura química, agilizando seus resultados. 

 O que é QUIMICA?

Em termos gerais, Quimica é a ciência que estuda composição, estrutura, propriedades da matéria e outros. Em termos específicos, compreendo que química seja a mistura pronta com todas as substâncias, princípios ativos e ativos para alcançar um determinado fim.

A criação de uma química pode pertencer à propriedade de uma pessoa/empresa e precisa-se ter um responsável técnico que se "responsabilize"/oriente pelo seu uso e seus resultados. Num salão o cabelereiro não é obrigado a informar qual química está sendo usada, mas sim o princípio ativo, isto é, a substância predominante  naquela química que será usada para se alcançar o resultado em seu cabelo.

Os principais PRINCIPIOS ATIVOS para alteração da estrutura dos cabelos

O universo da química é amplo e, para cada resultado existe um princípio ativo à ser usado. O resultado final dependerá, prioritariamente,  das condições em que os cabelos se encontram e da forma como este produto será aplicado nos cabelos. Um cabelo sem condições estruturais para ser processado e/ou má aplicação técnica do produto, poderá gerar efeitos desastrosos aos fios.

As principais técnicas, que conheço, para lidar com os cabelos afros, crespos e cacheados são: alisamentos (estiramento total dos fios), relaxamentos (abertura total ou parcial da ondulação dos fios) e permanentes ( relaxamento e molduração por bigoudinho para dar forma aos cabelos).

A maioria dos princípios ativos presentes nas químicas de transformação, oferecem resultados variados e dependerá da técnica escolhida e do tempo de aplicação nos fios. O resultado final vai de acordo com a estrutura natural dos fios e suas condições, isto é, se estão virgens, tinturados, descoloridos, com química anterior, ressecados, quebrados, elásticos entre outros.

O profissional tem a obrigação de analisar as condições dos cabelos antes de fazer qualquer procedimento nele. A mais conhecida destas análises é o chamado teste de mecha. Ela é fundamental, para analisar os fios e também o couro cabeludo.  Uma conversa franca e honesta entre o profissional e a cliente é imprescindível para identificar o uso de outras químicas nos cabelos, pois os maiores problemas estão na compatibilidade entre elas (portando não minta e nem omita informações aos profissional apenas para fazer o procedimento, pois o resultado poderá ser danoso). À não informação do que foi feito anteriormente, pode gerar corte-químico e consequências como quebra no comprimento dos fios, queda dos cabelos à partir do couro cabeludo, alergias entre outras reações. 


Vamos conhecer suas compatibilidades. Os que são da mesma familia são compatíveis entre si.

FAMÍLIA DOS HIDRÓXIDOS:

Hidróxido de sódio
Hidróxido de cálcio
Hidróxido de guanidina
Hidróxido de lítio
Hidróxido de magnésio

FAMÍLIA DOS TIOL:

Tioglicolato de amônia
Líquidos de permanente
Etanolamina

FAMÍLIA DOS METAIS:

Henne


Em hipótese nenhuma, pode-se mudar de uma família para outra, sem que os fios estejam preparados. Muitas vezes, o preparo está na negação total da família anterior. Por exemplo: se uso relaxante e quero usar permanente, provavelmente terei que cortá-lo todo, pois se o relaxante for da família dos hidróxidos e eu desejar ir para o permenante, passarei a pertencer a família dos tiol.

Tentarei dar sequência a este post, pois percebo que há muitas dúvidas com relação a resultados. Muitas usam relaxante e, não conseguem cachos definidos e acham que podem, do dia para a noite, fazer permanente por exemplo, sem nenhum tipo de risco. 

Espero ter conseguido esclarecer, dentro da minha compreensão, um pouco mais sobre o que significam estas coisas que, a gente fala, reproduz e desconhece o que seja.

 Beijos e até o próximo post.








Pin It

7 comentários:

  1. Oi Fer, tudo bem?
    Usei durante muitos anos produtos pra alisr o cabelo, eu gostava bastante do resultado mas sempre tinha que tomar muito cuidado até que hoje desisti, tô tentando usar ele cacheado mas ainda não consegui ''/
    Sucesso!
    ;*

    ResponderExcluir
  2. Alini,

    Tudo bem sim, obrigada. A mudança de princípio ativo para sair de um resultado para outro, muitas vezes, é complicada mesmo. Você vai conseguir. Beijos

    ResponderExcluir
  3. Oi Fê!

    Eu uso o relaxante da Avlon (hidróxido de sódio eu acho) e recentemente fui conhecer o salão do Beleza Natural para conhecer o super-relaxante.
    Eu não fiz o tratamento somente uma hidratação, mas vi que as meninas cortaram muito o cabelo, e no lavatório eu vi alguns meninas falando que o "derreteu" por isso tinha de cortar. Teoricamente se elas não passarem o produto na parte alisada não era para ter esse efeito era? Apesar de eu ouvir elas falando que não tem como e na hora de lavar cai produto mesmo.

    Das outras vezes que mudei de química (e quando vou fazer a manutenção do relaxamento mesmo) a cabelereira protege os fios com um produto e o couro cabeludo com outro. Se tomar este cuidado o cabelo não vai quebrar de uma vez vai?

    Bjo

    Fernanda/Campinas-SP

    ResponderExcluir
  4. Fernanda,

    Compreendo seu questionamento, mas acredito que de alguns anos para cá o procedimento continua o mesmo. Há produtos como o Soft Sheen, que tem proteção para o comprimento. Isso pode ser feito de forma diferente: o uso do shampoo no comprimento ou mesmo a forma de tirar o produto permitindo apenas que ele passe e não escorra pelos fios é uma opção. Sugiro que leve este questionamento à empresa e talvez eles pensem em alguma solução.

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. oi Fernanda gostaria de saber qual é a cor que vc colore seus cabelos eu acho essa cor linda.Meu email é kellyviana24@hotmail.com aguardo respostas por favor!!!

    ResponderExcluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  7. Oii!
    Então eu posso sair do Hidróxido de sódio para o
    Hidróxido de cálcio sem problemas?

    ResponderExcluir